Os melhores livros de 2008

best-of-20081

Fazendo um balanço ao ano que passou, aqui ficam (por ordem de preferência) os livros que li em 2008:

1. “A Estrada” de Cormac McCarthy

2. “A Sombra do Vento” de Carlos Ruiz Zafón

3. “Estação de Carandiru” de Drauzio Varella

4. “Em busca do Carneiro Selvagem” de Haruki Murakami

5. “O Amor nos tempos de Cólera ” de Gabriel Garcia Marquez

6. “A Sala das Perguntas” de Fernando Campos

7. “História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar” de Luis Sepúlveda

8. “O Retrato de Dorian Grey” de Oscar Wilde

9. “Anjos e Demónios” de Dan Brown

10. “Os Piratas” de Gilles Lapouge

Devo dizer que este ano, excepto para “Os Piratas” de Gilles Lapouge, adorei cada um dos livros da lista, ou seja, apesar de este ano ter lido um pouco menos que nos anos anteriores (muito provavelmente porque não tive férias de verão), ganhei em termos da qualidade dos livros, o que não foi nada mau 🙂

Anúncios

13 comentários

  1. Joaquim Fernandes said,

    Janeiro 4, 2009 às 3:21 pm

    Simplesmente chocante como nos habituámos a desprezar a inteligência ao longo da nossa História !
    Numa época em que a nossa auto-estima nacional anda pelas ruas da amargura, tomo a liberdade de lhes reenviar uma súmula de uma obra

    que identifica os motivos das nossa amarguras e constrangimentos. Recomenda- se a sua leitura, urgente e obrigatória, a todos os cidadãos, sem limite de idade ou ideologia. Não receiem corar de vergonha.
    Trata-se de “O Grande Livro dos Portugueses Esquecidos”, um inventário do “Portugal lá fora”, singular e surpreendente, que revela um rosário de vidas
    excitantes e exemplares de Portuguesesque não tiveram lugar no seu próprio país por intolerâncias de vária ordem.
    É em simultâneo um diagnóstico das causas dos nossos atrasos seculares e uma homenagem
    a tantos ilustres compatriotas que a nossa memória colectiva não reconhece.

    Passem palavra no vosso blog. Incendeiem as consciências.

    Saudações,

    Joaquim Fernandes

  2. canochinha said,

    Janeiro 4, 2009 às 5:31 pm

    “A Estrada” também faz parte do meu top 10 do ano passado… Realmente, é um livro excelente 🙂

    Espero que 2009 também seja recheado de boas leituras 😉

  3. djamb said,

    Janeiro 4, 2009 às 6:50 pm

    “A Sombra do Vento” também faz parte do meu top de 2008 e, confesso, estou muito curiosa pelo livro “A estrada”, porque há critícas muito boas a pairar na blogosfera. 🙂

  4. pedropc said,

    Janeiro 6, 2009 às 10:31 pm

    “A Sombra do Vento” também faz parte do meu Top 10 de 2008 😉 “Anjos e Demónios” também me agradou imenso quando o li, tornando-se num dos meus livros preferidos de sempre.”História de uma Gaivota e de um Gato que a Ensinou a Voar” é lindo, pena que não faça parte da minha biblioteca pessoal =/

    Tenho cá em casa por ler “O Amor em Tempos de Cólera”, esperemos que para breve, e “The Picture of Dorian Gray” (sim, em inglês!). Ambos livros com óptimas referências.

    “A Estrada” será, parece-me, uma aquisição em 2009, assim como experimentarei de certeza Haruki Murakami.

    Quero ainda comentar a tua escolha “A Sala das Perguntas”, de Fernando Campos. Foi precisamente a tua crítica que me fez prestar atenção a este livro, e esperemos que este ano o leia ;D

    Espero que, em 2009, leias tantos livros bons que um Top 10 seja insuficiente! 😉 Abraços

  5. Pedro said,

    Janeiro 6, 2009 às 10:32 pm

    P.S.: o poste anterior é meu =P

  6. Joana Pinto said,

    Janeiro 8, 2009 às 10:07 pm

    Excelentes livros!Li a Estrada e é esse que escolho como o melhor que li este ano, a par do Ensaio sobre a cegueira.
    Bom ano!

  7. Valéria said,

    Janeiro 14, 2009 às 10:46 am

    Desses todos li apenas “O Retrato de Dorian Gray”, um clássico. Comecei o “Carandiru”, mas não tive mto interesse em continuar (sou do Brasil!). Pretendo ler “O Amor nos tempos de Cólera”, vi seu post sobre ele, realmente deu mais vontade de lê-lo!

    Muito legal seu blog literário…
    Beijinho!

  8. Joana Pinto said,

    Janeiro 14, 2009 às 6:13 pm

    Lura, no meu blogue nomeei este espaço como sendo de ouro!

  9. tanialucas said,

    Janeiro 15, 2009 às 10:00 am

    Para Canochinha:

    Devo dizer que o número um da tua lista também é um dos meus livros preferidos, embora do autor tenha gostado ainda mais de ”O triunfo dos porcos”.

    Só não concordo com “O nome da Rosa” ser uma desilusão. È um livro que talvez não seja muito fácil de ler devido aos parágrafos em latim, mas que adorei e que transformou Umberto Eco num dos meus escritores preferidos…

    Boas leituras também para ti em 2009, e que as partilhes todas no teu blog 🙂

    Abraços
    Tânia Lucas

  10. tanialucas said,

    Janeiro 15, 2009 às 10:00 am

    Para djamb:

    Aconselho muito “A estrada”, embora já tenha lido críticas de muita gente que não gostou ou que ficou desiludida. De qualquer maneira, aguardo a tua opinião sobre o livro em 2009 😉

    Abraços
    Tânia Lucas

  11. tanialucas said,

    Janeiro 15, 2009 às 10:01 am

    Para Pedro:

    Espero que gostes tanto de “A Sala das Perguntas” como eu, Fernando Campos é um escritor português que vale a pena descobrir.

    Em relação ao novo blog, adorei o layout, devo dizer que fiquei cheia de inveja :p Espero que em breve esteja recheado de “posts literários” 🙂

    Abraços
    Tânia Lucas

  12. tanialucas said,

    Janeiro 15, 2009 às 10:01 am

    Para Joana Pinto:

    O “Ensaio sobre a cegueira” foi um livro que me despertou a atenção de inicio, mas depois de saber os pormenores da historia (que pouco tinham a ver com o que eu imaginei que o livro fosse), achei que seria uma leitura demasiado pesada para mim, ou seja, vou ter de esperar por uma altura da minha vida mais “zen” para o conseguir ler… De qualquer maneira está num cantinho da minha lista de compras futuras :p

    Bom ano para ti também!

    Abraços
    Tânia Lucas

    P.S.: Obrigada pela nomeação para blog de ouro 😀

  13. tanialucas said,

    Janeiro 15, 2009 às 10:02 am

    Para Valéria:

    Desde já obrigada pelo post. Em relação ao Carandiru, a versão portuguesa mantém o brasileiro original, que para ti não deve fazer muita diferença, mas que para mim ajudou imenso a tornar o livro mais real. Isso foi um grande ponto positivo para mim.
    Aconselho o “O Amor nos tempos de Cólera”, é uma (ou muitas) história de amor linda sem nunca ser lamechas… Adorei 🙂

    Abraços
    Tânia Lucas


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: