História do Tibete – Conversas com Dalai Lama – Por Thomas Laird

historia-do-tibete-thomas-laird

 

Este livro teve um significado especial para mim que começou com a sua aquisição. Encontrei-o à minha espera na Ler Devagar, antes de entrar para um evento organizado por uma amiga de uma amiga que fez voluntariado na Palestina juntamente com outras duas raparigas e que se juntaram para contarem a sua experiência.

Foi uma noite verdadeiramente única onde este livro faz todo o sentido pois a historia Tibetana e Palestiniana cruzam-se em muitos aspectos, sendo a forma de luta a principal diferença  entre as reivindicações de ambos os povos: enquanto os palestinianos continuam a enviar bombistas suicidas para Israel os tibetanos mantêm-se fieis ao caminho da não violência.

Considerações socio-politicas à parte, adorei este livro. Antes de o ler já tinha um grande respeito por sua santidade o Dalai Lama que cresceu depois desta leitura.

Neste livro, o jornalista Americano Thomas Laird estuda o desenrolar da história tibetana desde a sua fundação mística ao momento actual da diáspora, discutindo sempre as suas descobertas com o Dalai Lama em entrevistas informais e descontraídas.

Ao contrário do que possa parecer, o livro não é nada aborrecido, a história é relatada de uma forma bastante dinâmica e as observações do Dalai Lama são realmente únicas e fazem-nos pensar sobre a forma como olhamos a história.

O que mais me impressionou foi o facto do Dalai Lama fazer sempre duas leituras dos acontecimentos: a leitura histórica e leitura mística e realmente se olharmos para a história, existem tantas coincidências inexplicáveis… Gostei também da forma como o Dalai Lama nunca procura culpados, tentando sempre ver as duas faces da mesma moeda. Não existe nem bom, nem mau, apenas produtos de uma época, de uma situação, de um tempo… Fica ainda explicado porque é tão delicada a situação do Tibete na comunidade internacional, primeiro devido ao cariz particular da sua forma de governo em que a religião assume um papel de tal maneira preponderante que não existiam relações politicas nos moldes que concebemos no Ocidente. Depois, para agravar tudo, existe o facto de o país invasor ser a China, que possui um peso imenso no panorama internacional.

Este é um livro indispensável para qualquer pessoa, que nos faz compreender os jogos de poder no panorama da politica internacional e que nos abre a mente para muitas questões em que nuca havíamos pensado…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: